Profissionais de Saúde
Esqueci minha senha cadastre-se
  • Home » Inovação

    O Laboratório Cristália, empresa de referência em inovação entre as indústrias nacionais, orienta-se na atração de profissionais altamente qualificados, investindo incessantemente em seu desenvolvimento e aprimoramento, melhorando os processos conduzidos internamente.

    Busca incessante por talentos

    Para o Laboratório Cristália, pesquisa, desenvolvimento e inovação têm um significado extremamente importante e estão relacionados diretamente com a trajetória da empresa. O Cristália foi o primeiro laboratório produtor de toda a linha básica de medicamentos para Psiquiatria no Brasil.

    Em 2009, foi inaugurada a nova área de PD&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação), na qual cerca de 12 projetos referem-se ao desenvolvimento de novos medicamentos, sendo que 25% desses projetos são classificados como inovações radicais. O Cristália, em todo o processo de desenvolvimento de produto, está comprometido com pesquisas que proporcionem ganho terapêutico para o paciente, ou seja, que levem a ganho real em relação à eficácia, segurança, diminuição de efeitos colaterais, ampliação do acesso para a população e maior adesão ao tratamento.
    Os especialistas em pesquisa científica do Cristália, apoiados por alta tecnologia e excelente estrutura, desenvolveram o carbonato de lodenafila, princípio ativo do Helleva, medicamento que foi marco de pesquisa, desenvolvimento e inovação, tanto para o laboratório quanto para a indústria farmacêutica nacional. Helleva foi colocado no mercado após sete anos de pesquisas e é o primeiro fármaco de origem sintética desenvolvido integralmente no Brasil, desde a concepção da molécula até os estudos clínicos. É a quarta molécula original criada no mundo inteiro para tratamento da disfunção erétil. O fármaco já foi patenteado nos Estados Unidos, Europa e Hong Kong. Em 2015, o Helleva começou a ser exportado para o México.

    Com essa vocação para pesquisa, desenvolvimento e inovação, o laboratório é capaz de lançar cerca de seis a oito novos produtos farmacêuticos anualmente, oferecendo qualidade, segurança e bem estar aos pacientes.

    Em decorrência do desenvolvimento dos projetos de inovação, já foram concedidas 93 patentes, motivo da ascensão do laboratório. Destaque para o Sevocris, um anestésico inalatório que tem como princípio ativo o sevoflurano, capaz de induzir à anestesia geral de forma suave e mais rápida que outros inalatórios. O Cristália é o segundo laboratório do mundo a desenvolver o medicamento, proporcionando a queda de seu preço no mercado e maior acesso da população a um produto de ponta. Além da composição, os pesquisadores do Cristália desenvolveram processos para obtenção do intermediário sevoclorano. As patentes para os dois anestésicos foram concedidas nos Estados Unidos, México, Japão, China, Índia e Hong Kong.

    Ainda na área de Anestesia, o medicamento Novabupi também foi um marco de desenvolvimento. Trata-se de um anestésico local desenvolvido em parceria com a USP (Universidade de São Paulo) a partir da bupivacaína, que até então tinha efeito prolongado, porém com possibilidade de efeitos colaterais como arritmias. A pesquisa do Cristália propôs um produto mais seguro, sem perda da sua eficácia. A tecnologia relacionada ao produto obteve patente nos EUA, Europa e, recentemente, no Brasil.

    O laboratório conta ainda em seu portfólio de inovações com o Alimax, medicamento para o tratamento de queimaduras que tem como princípio ativo a heparina. O medicamento é apresentado em spray, facilitando a aplicação e promovendo a redução acentuada de dor, de necessidade de curativos e procedimentos convencionais, promovendo cicatrização mais rápida e menor quantidade de sequelas. Sua patente já foi concedida nos Estados Unidos.